Pernambuco tem Dia D de adesão ao Selo UNICEF

 

Captura de tela do encontro desta terça
Captura de tela do encontro virtual realizado nesta terça

 

O Dia D de Adesão ao Selo UNICEF em Pernambuco foi promovido, nesta terça-feira (3), com a realização de um webinário que discutiu a participação dos municípios pernambucanos na iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes que vivem nas cidades localizadas nas regiões do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira. Em Pernambuco, dos 145 municípios aptos a aderir, 114 já fizeram a adesão. 

O evento contou com a participação da especialista em Saúde e HIV do UNICEF em Recife, Jane Santos, representando o chefe do UNICEF para o Semiárido, Dennis Larsen, o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), José Patriota, do consultor em monitoramento e avaliação da Asserte, Mirley Jonnes Pequeno, do prefeito de Salgueiro, Marcones Libório de Sá, do prefeito de Custódia, Emmanuel Fernandes de Freitas  Góis, e do prefeito de Altinho, Orlando José da Silva. O evento também apresentou depoimentos de jovens que fazem parte de Núcleos de Cidadania de Adolescentes (NUCAS) e falas articulares e entidades que apoiam o Selo UNICEF. A transmissão foi acompanhada pelo Youtube por quase 200 pessoas de diversas cidades pernambucanas.

Jane Santos destacou que o UNICEF está acompanhando de perto o processo de adesão e também está acompanhando o processo de mobilização de parceiros estratégicos que trabalharão com os municípios ao longo de toda a edição. “É no município onde tudo acontece, mas eles precisam do suporte dos governos estaduais e dos órgãos que representam as várias áreas que podem fazer adiferença no alcance das metas na saúde, educação e assistência social.  Todo processo só será potente e alcançará a certificação se for realizado um trabalho intersetorial entre as secretarias e a prefeitura como um todo. Então temos o desafio de fazer os municípios aderirem e se manterem ao longo da edição”. Ela também reforçou que o UNICEF estará atento e pronto para apoiar os municípios mais vulneráveis, que ainda não aderiram ao Selo UNICEF ou não permanecem por toda a edição.  

Ela destacou ainda que os municipios têm motivos importantes para aderir. “A certificação internacional é consequência do trabalho de quatro anos. Ao longo desse período, o município vai fortalecer o  monitoramento e avaliação, tendo diagnósticos claros baseados em evidências cientificas para tomada de decisões estratégicas, permitindo que ele consiga fazer mais e melhor. Quem aderir terá acesso a capacitações e ferramentas importantes para as políticas públicas voltadas as crianças e adolescentes, que já são responsabilidades constitucionaisl dos municípios. Há troca de experièncias entre os gestores das cidades, há visibilidade das ações, há um trabalho envolvendo todas as secretarias igualmente e os adolescentes se envolvem fortemente nas discussões e decisões sobre suas necessidades.  A participação ativa do prefeito em todo o processo pode fazer a diferença”, disse. 

O presidente da AMUPE, José Patriota, ressaltou a importância do Selo UNICEF e fez um convite aos prefeitos que ainda não fizeram a adesão. “Depois da votação que os prefeitos receberam quando foram eleitos, o Selo UNICEF é a conquista mais importante. Ele legitima a razão de ser gestor público e permite que os municípios estejam em sintonia com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, que pautam o mundo inteiro”, destacou. José Patriota também compartilhou sua experiência quando foi prefeito do município de Afogados   e fez a adesão ao Selo UNICEF. “No primeiro mandato não conquistamos a certificação porque não alimentamos os dados do monitoramento na plataforma. No segundo mandato, corrigimos essa falha e conquistamos a certificação. O Selo UNICEF é um reconhecimento diferenciado, ficamos muito felizes”. 

O Dia D de Adesão ao Selo UNICEF contou com a assinatura do termo de adesão pelos prefeitos dos municípios de Salgueiro, de Custódia e de Altinho. O prefeito de Altinho, Orlando José da Silva, que participou do evento acompanhando por toda sua equipe de secretários e vereadores do município, falou que a motivação de aderir ao Selo UNICEF foi do Governo Municipal e do poder legislativo da cidade. “Todos entenderam importância da iniciativa para o desenvolvimento das politicas públicas para crianças e adolescentes. Sabemos que é uma responsabilidade muito grande, as cobranças são muitas, mas isso ajuda a manter e cumprir a agenda voltada as crianças e adolescentes”, ressaltou.

O prefeito do município de Salgueiro, Marcones Libório de Sá, falou sobre sua caminhada com o Selo UNICEF e destacou que mais importante que a certificação é o desenvolvimento das 
políticas públicas, o monitoramento de indicadores, o acompanhamento da gestão e o trabalho em equipe entre as diversas áreas. “Precisamos assumir o compromisso com o povo. Prometemos mais educação, mais saúde, mais segurança. Nosso compromisso é com a transformação da sociedade, em implementar políticas públicas para nossas crianças e adolescentes”, destacou. 

Já o prefeito de Custódia, Emmanuel Fernandes de Freitas Góis, disse que o município vai buscar conquistar mais uma vez a certificação. “Na edição passada, fomos certificados com o Selo UNICEF. Foi uma conquista de todas as secretarias e de todos os agentes envolvidos no processo. Além de unir os mais diversos setores da gestão municipal, o Selo UNICEF dá um norte aos prefeitos, que muitas vezes se ocupam com obras e como viabilizar alguns projetos, esquecendo de ações essenciais. O Selo UNICEF nos ajuda a perceber que os avanços da sociedade não é uma simples conquista de uma obra ou de alguma vitória individual. É uma conquista comunitária para que a sociedade conviva cada vez melhor. Estamos engajados mais uma vez e agora busca do bi”, disse o prefeito.