UNICEF e Visão Mundial realizam capacitação no Amazonas para ampliar imunização da primeira infância

 

UNICEF e Visão Mundial realizam capacitação no Amazonas para ampliar imunização da primeira infância

Encontro reúne profissionais da saúde e educação com o objetivo de fortalecer as equipes intersetoriais dos municípios do Selo UNICEF

Os 55  municípios amazonenses que estão no Selo UNICEF, edição 2021-2024, participam nesta sexta-feira, 15/12, em Manaus, do Encontro “Imunizar é cuidar: quem ama vacina”, promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a Visão Mundial, organização implementadora do Selo UNICEF no Amazonas. O objetivo é promover novas possibilidades para o alcance da cobertura vacinal por meio das estratégias Busca Ativa Vacinal (BAV) e Busca Ativa Escolar (BAE) em cada região. O evento acontece das 8h às 17h, na Igreja Metodista Movement, localizada na rua Terezina, nº 80, bairro Nossa Senhora das Graças.

“O encontro da Busca Ativa Vacinal visa fortalecer as ações intersetoriais entre a saúde e educação e tem parceria com o Ministério da Saúde, a qual está avançando com o alinhamento programático para que a BAV UNICEF faça contribuições diferenciadas à estratégia do microplanejamento local e ao movimento nacional pela vacinação. Essa articulação contribuirá para o aumento da vacinação e, assim, o alcance da meta do Selo UNICEF de 95% de cobertura, conforme estabelecida pela Organização Mundial de Saúde”, afirma Neideana Ribeiro, oficial de Saúde e Nutrição do UNICEF em Manaus.

Entre novembro e dezembro foram realizados pela Visão Mundial, parceiro implementador do Selo UNICEF também no Acre, Rondônia e Roraima, encontros presenciais da Busca Ativa Vacinal, para capacitar os municípios participantes do Selo UNICEF com ferramentas e estratégias para Busca Ativa Vacinal (BAV), voltadas para o trabalho intersetorial, o engajamento da população, o diálogo com as famílias e o envolvimento dos serviços, para ações de vacinação de alta qualidade organizadas com base local e territorial.

“A Fundação de Vigilância em Saúde vem se empenhando em contribuir para a imunização de cada criança, em especial daquelas em situação de vulnerabilidade, o que é possível por meio de parcerias como essa com os municípios do Selo UNICEF. Sabemos que combater a desigualdade que assola as crianças brasileiras exige cooperação e articulação, e a BAV é parte relevante dessa atuação estratégica, em propiciar uma infância saudável para uma sociedade melhor e com crianças protegidas”, afirmou Alexsandro Xavier de Melo, chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Amazonas.

“Os encontros presenciais fazem parte da metodologia do Selo UNICEF que também inclui capacitações remotas e compartilhamento de conteúdo e instrumentos de forma contínua ao longo da edição. O Amazonas é o quarto e último a realizar o evento da Busca Ativa Vacinal e estamos muito satisfeitos com a participação em massa dos municípios do Selo UNICEF, o que representa o compromisso e engajamento de todos os gestores e suas respectivas equipes municipais”, declarou Lucinete Bezerra, coordenadora de projetos da Visão Mundial.

Selo UNICEF

O Selo UNICEF é uma iniciativa do UNICEF para fortalecer as políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes. Ao aderir ao Selo UNICEF de forma espontânea, os municípios assumem o compromisso de manter a agenda de suas políticas públicas pela infância e adolescência como prioridade. A metodologia inclui o monitoramento de indicadores sociais e a implementação de ações que ajudem o município a cumprir a Convenção sobre os Direitos da Criança, que no Brasil é refletida no Estatuto da Criança e do Adolescente. O sucesso do Selo UNICEF é resultado da parceria entre UNICEF e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada e intersetorial. A atual edição (2021-2024) conta com a participação de 2.023 municípios de 18 estados, onde vivem mais de 17 milhões de crianças e adolescentes.

Busca Ativa Vacinal

A Busca Ativa Vacinal é uma estratégia do UNICEF para colaborar com municípios na garantia da imunização infantil. Usando uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica – que será disponibilizada gratuitamente para municípios – a iniciativa contribui para identificar crianças menores de 5 anos com atraso vacinal ou não vacinadas; estabelecer estratégias para encaminhamento delas aos serviços de saúde e atualizações de vacinação; monitorar a cobertura vacinal e acompanhar a situação vacinal da população alvo; e identificar e responder a vulnerabilidades que levam à não vacinação. A estratégia incentiva a participação de diferentes áreas na BAV – como Educação, Saúde, Assistência Social, entre outras – fortalecendo a rede de garantia de direitos. Para a Busca Ativa Vacinal, o UNICEF conta com a parceria estratégica da Pfizer e o apoio da Fundação José Luiz Egydio Setúbal.

Busca Ativa Escolar - BAE

A Busca Ativa Escolar é uma estratégia composta por uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica disponibilizadas gratuitamente para estados e municípios. Ela foi desenvolvida pelo UNICEF, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e com apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, municípios e estados têm dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a garantia de direitos de meninas e meninos. A Busca Ativa Escolar reúne representantes de diferentes áreas – Educação, Saúde, Assistência Social, Planejamento etc, fortalecendo, dessa forma, a rede de proteção.