Indígenas e/ou profissionais ligados à saúde, à educação e aos sistemas de proteção social podem se inscrever, até o dia 18 de fevereiro, no curso de formação Bem-viver: Saúde Mental Indígena. O curso é uma realização do UNICEF, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), com o apoio da agência americana USAID.

Com o objetivo de mitigar os efeitos da pandemia entre as populações indígenas atuando na formação de profissionais que estão diretamente envolvidos na assistência desses grupos, o curso aborda temas como saúde mental indígena; a criança, o jovem e os idosos nas populações indígenas; proteção, cuidados e tradições orais; estratégias SMAPS no cuidado indígena e direitos humanos e violência contra indígenas. 

Inscritos dos estados do Amazonas, Acre, Pará, Roraima e Amapá têm prioridade, mas o curso é oferecido a pessoas de todo o país. A formação tem carga horário de 60 horas e acontece em turno integral por meio da plataforma virtual AVA-FIOCRUZ.

INSCREVA-SE NO CURSO